BIO

Compositor, percussionista, sonoplasta, músico freelancer para teatro e dança, é actualmente membro dos OCO, ATMA  e CACHUPA PSICADÉLICA.

Desde cedo que está ligado a várias expressões artísticas como a música, o teatro e as artes plásticas. Desenvolveu trabalho no campo da percussão, sonoplastia, cenografia, escultura, desenho e vídeo-art.

Nasceu em 1982 e iniciou os seus estudos musicais com o piano em 1997. Dois anos mais tarde integrou o curso de Ofícios do Espectáculo na EPAOE – Chapitô, onde teve formação em sonoplastia com Paulo Curado e Nuno Gelpi. Estudou posteriormente no Ar.Co e na ESAD. São também de salientar as aulas de percussão com Tapan Bhattacharya no Tapan Musical Center e o estudo do ritmo flamenco (seus diferentes palos e acompanhamento para baile) com Xavier Llonch.

Como autodidacta aprofunda o seu estudo em sonoplastia e percussão, desenvolvendo o seu percurso musical na exploração do som de diferentes culturas. Paralelamente faz trabalho de Agenciamento e Produção de Espectáculos.

Destaca-se a sua presença como percussionista em projectos como: ATMA (co-fundador), OCO, Cachupa Psicadélica, Rocky Marsiano & Meu Kamba, Yechidah (co-fundador), El Camino Flamenco, Os Ponkies, Lindu Mona, Trio Latinidade, Olga Sotto, L’ Escargot, Jah Army Corporation, Dublota (co-fundador), The Positronics, Dibengo, Sem Pessoas a Ver & Ninguém a Tocar (co-fundador), Dubusado, Canoa (co-fundador), Delahqui, Strompik Circus, Leewana (co-fundador), Conguitos, Sistema de Rega (co-fundador) e Malikuah (co-fundador).

Actuou como convidado com: Marafona, Melech Mechaya, Nery, Orquestra do Ruído, Mahamudra, Maria Moça, Bob Figurante, Riddim Culture, Selecta Jah Wise & Chullage, Selecta Alice e acompanhou ao vivo os músicos Jahcoustix, Braima Galissá, Jay Moreira, Nicolas Farruggia, Teresa Gabriel, Hugo Claro, Lula’s, Xavier Llonch, Paulo Rosa e João Vitorino

Além das bandas e músicos já referidos, partilhou momentos em palco com: Nel’ Assassin, D-Mars, Melo D, Ivan Gomes, Dino D’ Santiago, Luís Peixoto, Kay Limak, Razat, Sir Scratch, Bilan, Danilo Lopes, Gíl Dionisio, Sara Ribeiro, Sérgio Figueira, Dama Bete, Helena Madeira, Ricardo Gouveia, Luís Simões, Leopoldo Gouveia, Emanuel de Andrade, Miguel Menezes, Maria Léon, Luís Vicente, Miguel Soares, Jef Schappers, Afonso Castanheira, Rúben Branco, Humberto Tomás, Prince Wadada, Daddy Bé, Ricardo Magala, entre outros. 

A nível discográfico, além dos álbuns gravados com OCO, ATMA, Os Ponkies e Olga Sotto, já cooperou com DJ Ride, Nery, Holly, Zen Baboon, Sérgio Walgood, Nick Piliouris, Jp Illusion, Bóris Martins Nunes, The Positronics, Hugo Claro, Yechidah e Cachupa Psicadélica. Sobressaem na sua discografia editoras como: Dubmission Records (Inglaterra), Iboga Redords (Dinamarca), Neogoa Netlabel (Croácia), Enough Records (Portugal), Electrik Dream (França), Rockit Label (Portugal), Kupuri Music (México), Madluv Records (Portugal), Subbass Netlabel (Alemanha) e Beatlab Records (Portugal). 

Na área do Teatro/Animação são de realçar as colaborações com os Artistas Unidos, Chapitô e com o animador circense e clown Rui Ferreira.

Na área da Dança colaborou com a Companhia de Dança de Almada, onde se salienta a participação na peça “Muito Chão”, com coreografia de Benvindo Fonseca e interpretação de Beatriz Rousseau, Bruno Duarte, Daniela Andana, Mariana Romão, Miguel Santos, Nuno Gomes, Luís Malaquias e Joana Puntel. Também actuou em espectáculos com o Grupo de Sevilhanas e Flamenco Soledad, Grupo El Camino Flamenco (Maria José Navarro, Íris Caldeira, Catarina Boavida e Margarida Queiroz) e com as bailarinas Elsa Shams, Carolina Fonseca, Marta Portugal Dias, Joana Veiga, Anokha, Caroline Oulman, Catarina Parrot, Marisa Paulo, Irina Leite Velho, Susana Luís, Emília Rodrigues, Cláudia Santos e Joana Martins.

Realiza desde 2005 actividades pedagógicas com crianças no âmbito da educação pela arte, tendo criado uma Oficina de percussão (“Ao Ritmo da Água“), sonorizado contos para crianças e desempenhado funções de formador socioeducativo nas áreas da música, teatro e expressão plástica.

Dinamizou actividades musicais de Serviço Social com idosos e desenvolveu ainda neste âmbito um projecto de Ensino Especial chamado “Laboratório de Experimentação Sonora”, realizado para a ARIA – Associação de Reabilitação e Integração Ajuda, que pretendia explorar o desenvolvimento das capacidades cognitivas e motoras através da música, corpo, movimento e relaxamento.

Ao vivo os seus sets são compostos por instrumentos como: Cajón, Udu Drum, Frame Drum, Darbuka, Tank Drum, Tambor de Água, Rebolo, Mbira, Kalimba, Bongós, Bendir, Gongo, Pratos, Tarola, Cawbels, Roland Handsonic HPD-10, Roland SP-404SX, Taças Tibetanas, Shruti Box, Flauta de Harmónicos, Ocarina, pequenas percussões e objectos diversos.

JORGE MACHADO © ALL RIGHTS RESERVED.